Matérias para profissionais da Indústria farmacêutica

Desafios de Capacitação e Regulação Barram Progresso da IA no Setor Farmacêutico do Brasil.

Desafios de capacitação e regulação, barram o progresso da IA no setor farmacêutico do Brasil.

| 241 views

A inteligência artificial (IA) está revolucionando a indústria farmacêutica, trazendo esperanças para a descoberta acelerada de medicamentos a custos reduzidos. No entanto, essa transformação não está isenta de dilemas regulatórios e desafios de capacitação profissional, especialmente no Brasil, segundo fontes consultadas pelo Byte.

Farmacêutico é responsável por faturamento de R$ 30 milhões à USP.

Farmacêutico é responsável por faturamento de R$ 30 milhões à USP.

| 1094 views

O professor da USP (Universidade de São Paulo) e farmacêutico que criou o medicamento para enjoos Vonau, Humberto Ferraz, disse em entrevista ao Poder360 que o faturamento da instituição com o medicamento desde 2005, quando foi colocado no mercado, foi de R$ 30 milhões. Nos últimos 5 anos, o total de royalties para a USP foi de R$ 17,3 milhões com o medicamento. “O recurso ajuda muito a manter as atividades de pesquisa”, disse o profissional.

Anvisa aprova medicamento para tratar alopecia areata grave

Anvisa aprova medicamento para tratar alopecia areata grave.

| 355 views

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de aprovar Litfulo (ritlecitinibe), medicamento oral, para uso diário, para tratamento da alopecia areata (AA), doença autoimune na qual o sistema imunológico do indivíduo ataca os folículos pilosos, provocando desde falhas até a perda total do cabelo, seja no couro cabeludo, face ou corpo. A enfermidade acomete aproximadamente 2% da população mundial, em algum momento da vida, de ambos os sexos, etnias e idades.

Farmacêutica desenvolve produto com 100% de eficácia contra Calvície.

Farmacêutica desenvolve produto com 100% de eficácia contra calvície.

| 1184 views

Uma formulação que combate a queda de cabelos desenvolvida a partir de ativos de um extrato biotecnológico de café mudou a vida da farmacêutica e empreendedora Jackeline Alecrim. Após dedicar quatro anos tentando desenvolver um produto antiqueda mais prático e eficaz do que os que já haviam no mercado e que também funcionasse para outras formas de alopecia, a pesquisadora conseguiu destaque nacional e internacional com sua descoberta.

Graduada em Farmácia em 2010, Jackeline ministrava aulas como professora universitária com foco em Farmacologia Clínica e Fitoativos quando percebeu que poderia empregar as competências adquiridas na área para desenvolver cosméticos grau II de alta performance. Já com o instinto mercadológico, Jackeline realizou pesquisas na internet sobre qual era o termo mais buscado no segmento de dermocosméticos. "Era queda de cabelo", lembra.

A farmacêutica observou lacunas no desenvolvimento de soluções práticas, eficazes e que aumentassem a adesão do paciente ao tratamento adjuvante da queda capilar. "Ao mesmo tempo, tinha a minha disposição uma estrutura laboratorial incrível, da universidade em que eu trabalhava, ou seja, identifiquei a possibilidade e as ferramentas que tinha naquele momento. Então, trabalhei para resolver de maneira 100% eficiente o problema de queda de cabelo", afirma.

O café, seus fitoativos e propriedades bioestimulantes, foram a inspiração para o início dos trabalhos de Jackeline, que deram origem a um xampu e um condicionador. Apesar de publicações científicas já destacarem a possível ação da cafeína isolada no tratamento da alopecia androgenética, a pesquisadora decidiu desvendar os componentes das folhas, frutos e raízes da planta.

Após toda a dedicação, Jackeline obteve ótimos resultados. Seus dermocosméticos foram submetidos ao teste de segurança e eficácia exigido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), feitos em laboratórios credenciados, supervisionados por equipe clínica e financiados pelo desenvolvedor, de acordo com a legislação vigente. “Tive que vender um carro para pagar. Mas tivemos um resultado fantástico, de 100% de percepção de eficácia clínica antiqueda em 100% de participantes do teste, em apenas 30 dias de uso, um tempo curto, mas que era possível com o dinheiro que eu tinha. Esse foi um dos maiores diferenciais: eficácia em todos os pacientes participantes, em pouco tempo de uso, o que dá às pessoas segurança de que estão usando algo que vai fazer efeito".

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Segundo Jackeline, o xampu além de evitar a queda, fortalece o cabelo e aumenta o crescimento, além de ser prático, favorecer a absorção dos ativos através da ativação da microcirculação na hora da aplicação e aumentar a adesão ao tratamento. "O que existia no mercado eram tônicos, que são soluções hidro alcóolicas, que geralmente ressecam o cabelo e são chatas de aplicar. Essa nossa biotecnologia se baseia no fato de os ativos estarem num xampu aplicado pelo paciente durante o banho e continua atuando por mais 18 horas, mesmo depois do enxágue. O couro cabeludo é a nossa área externa com maior capacidade de absorção: as substâncias com tamanho e penetração adequadas já atuam diretamente no local afetado".

Mas, apesar de esse xampu dermocosmético ser revolucionário para o mercado de prevenção da calvície, não podem ser considerados uma solução definitiva, pois a alopecia androgenética é uma doença crônica que precisa de suporte por toda a vida, incluindo tratamentos adjuvantes em alguns casos.

Especialidade

A Resolução nº 406/2003 do Conselho Federal de Farmácia (CFF) regulamenta a atuação do profissional no campo da cosmetologia, que engloba a responsabilidade pelo desenvolvimento e produção de cosméticos, com ênfase naqueles que promovem alterações fisiológicas ou atuam como coadjuvantes em procedimentos de tratamento da pele, seus anexos e do couro cabeludo.

 

publicidade inserida(https://ictq.com.br/pos-graduacao/3567-pos-graduacao-p-d-analitico-e-controle-de-qualidade-na-industria-farmaceutica)

O segmento de indústrias cosméticas é um dos que proporcionam os melhores salários aos farmacêuticos e oferece cada vez mais vagas no mercado de trabalho. Nessas empresas, o profissional especializado em cosmetologia pode atuar nos níveis operacional, tático ou estratégico, sendo que as maiores remunerações encontram-se na atuação estratégica, ligada à gestão industrial. Na atuação magistral, existe a possibilidade de empreender e inovar. Para isso, o profissional, além do conhecimento técnico, deve buscar conhecimentos de gestão de empresas da área.

A Conselheira Federal de Farmácia por Minas Gerais, Junia Medeiros, elogia a atuação da colega farmacêutica na área da cosmetologia e parabeniza Dra Jackeline Alecrim por seu empreendedorismo. "Essa pesquisa comprova o protagonismo do farmacêutico nessa área tão importante, que está amparada por Resolução do nosso CFF e abre portas para profissionais dedicados e atentos às novas tecnologias, o que traz imensos benefícios à saúde e à estética".

Destaque internacional

Pelo seu trabalho inovador, Jackeline Alecrim foi incluída em uma lista de 30 cientistas de destaque em uma publicação internacional. A indicação foi feita por um dos maiores laboratórios farmacêuticos do mundo e incluiu o nome da mineira Jackeline Alecrim em uma obra que homenageia a trajetória feminina na ciência. O livro “A ciência com o rosto de mulher “, traduzido para o inglês e alemão retrata, em ordem alfabética, cientistas mulheres, que são apresentadas através de suas biografias e histórias de vida.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias

Tratamento para diabetes à base de medicamento ingerido com chocolate.

| 801 views

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9% da população nacional e mais de 425 milhões de pessoas em todo o mundo com a condição. Cientistas agora descobriram uma nova forma de fornecer insulina ao corpo desses pacientes de uma maneira inteligente e sem precisar de agulhas.

Terapia biológica para asma pode eliminar uso de bombinha

Terapia biológica para asma pode eliminar uso de bombinha

| 752 views

Um novo tratamento para asma grave, usando uma substância chamada benralizumabe conseguiu reduzir o uso da bombinha em 92% dos participantes. Já 60% deles puderam interromper completamente a necessidade do inalador de alívio rápido. O estudo que descreve os testes foi publicado na revista The Lancet.

Voltar

Telefones

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Fale conosco

Sou aluno:

(62) 99433-0397

Quero me matricular:

CLIQUE AQUI

E-mail

faleconosco@ictq.com.br

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Engenheiro Portela nº588 - Andar 5/6 - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75.023-085

ictq enfermagem e mec
 

Consulte aqui o cadastro da instituição no Sistema e-MEC

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS