Farmacêuticos do ICTQ serão os primeiros a estudar no Metaverso no Brasil

Farmacêuticos do ICTQ serão os primeiros a estudar no Metaverso no Brasil

Era digital. Quanto peso e significado carrega esse simples termo? Operações automatizadas e compartilhamento de informações em volume e velocidade nunca vistos na história. As mudanças acontecem a todo momento, e tudo evolui muito rapidamente. Vivemos na era da tecnologia, com o mundo virtual integrado ao mundo real, com fronteiras cada vez menores, até mesmo inexistentes. Mas, cá entre nós, embora acompanhemos tantas mudanças propostas por essa era digital, aqui no ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico não a temos como algo fora do alcance, que amedronta ou dificulta, muito ao contrário: nascemos, crescemos e amadurecemos com ela. Faz parte do nosso DNA.

O ICTQ nasceu no digital, em realidade diferente de agora, obviamente, mas que dava ali, em meados de 2008, os seus primeiros passos. Quem nos acompanha desde esse passado recente, vai lembrar que a nossa vitrine de divulgação eram os grupos do bom e velho Yahoo. Se você é da geração Z, por favor, não tumultue! Esses grupos eram a nossa rede social, talvez, mais acessível do momento, e alguns chegavam a reunir até 50 mil farmas. Percebam o tamanho dessa vitrine e o quanto isso já era impactante no final da primeira década dos anos 2000.

Já tínhamos o nosso site, mas o nosso engajamento maior se dava ali com o Yahoo e seus grupos. Somente depois vieram o Orkut e o Facebook, que desembocam nas demais plataformas atuais de Instagram, TikTok, WhatsApp e Telegram, que, a propósito, estamos em todas. Somos digitais desde o nascimento.

Enquanto a maioria das grandes instituições de ensino farmacêutico, estabelecidas até aquele momento, utilizavam de feiras e espaços físicos para apresentação de seus cursos e capacitações, assim como dos veículos de comunicação de massa, como televisão, rádio e mesmo portais parceiros, o ICTQ já se mostrava disruptivo, seguia pela contramão, e buscava, nas redes sociais da época, firmar seu nome no mercado. E deu certo! Não por acaso temos amplo domínio dessas plataformas.

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias

O nosso Youtube tem o maior número de inscritos (40 mil) entre os canais das instituições de ensino farmacêutico do País, número este quatro vezes superior que os inscritos no canal do Conselho Federal de Farmácia (CFF). Mas a nossa força no digital não para por aí.

Nosso Instagram, considerada a principal mídia social da atualidade, quando comparado aos concorrentes diretos, também é o maior em número de seguidores – estamos próximos dos 90 mil. O grupo do ICTQ no Facebook reúne mais de 50 mil profissionais, e nosso WhatsApp congrega mais de 30 mil farmacêuticos, que confiam e crescem conosco. No Telegram também temos relevância e assim vamos em frente.

No entanto, esse DNA inovador, disruptivo, não se mostra apenas no aspecto comunicacional e de estrutura de nossa instituição. Ele nos faz enxergar além do alcance. Millennials também se lembrarão quando ainda não existia um setor de assuntos regulatórios estabelecido nas indústrias farmacêuticas brasileiras e o ICTQ foi lá e propôs uma especialização com essa titulação e com os primeiros especialistas entregues ao mercado, o segmento foi ganhando forma para se consolidar e se tornar, hoje, uma das carreiras mais promissoras e almejadas por profissionais de Farmácia.

Foi o ICTQ que lançou o primeiro curso de assuntos regulatórios na indústria farmacêutica, assim como fomos pioneiros também no lançamento de um programa de farmácia clínica com ênfase na Resolução 586/13, do CFF, que trouxe a prescrição farmacêutica para o debate. Também fomos a primeira instituição a segmentar a farmácia clínica em especialidades médicas, pois compreendemos que ela nada mais é do que clínica geral, por isso precisávamos ‘hiperespecializá-la’, e é um verdadeiro fenômeno até hoje.

E é apresentando inovação ao mercado, lançando tendências, criando e desenvolvendo com foco na ampliação do conhecimento dos farmacêuticos nacionais – e, porque não dizer para as indústrias e redes de varejo -, que acabamos pautando também a concorrência. Assumimos, sem nenhuma modéstia, essa posição de líder de mercado porque, desde sempre, o entendemos e sabemos o que ele precisa. E é isso que norteia a nossa visão. Mais do que discurso, somos ação!

ICTQ é uma instituição high tech

No quesito tecnologia, o ICTQ utiliza um dos melhores e mais seguros sistemas totalmente integrados do mundo, o TOTVS. A ferramenta está disponível para o portal do aluno e gerencia toda sua vida acadêmica e curricular, como notas, provas, calendário de aula, além da biblioteca digital – que conta com mais de 7 mil exemplares. Ela foi implementada devido ao crescimento exponencial da instituição em termos territoriais e em número de alunos. Com isso, o controle de todas as informações acontece de forma rápida e precisa. Provedora de soluções de negócios para empresas, a TOTVS atua com softwares de gestão, plataformas de produtividade e colaboração, hardware e consultoria, com liderança absoluta no mercado na América Latina.

Temos o sistema Hotmart – uma sala de aula virtual para ensino à distância, oferecendo praticidade, agilidade e muitos outros benefícios. Trata-se de um espaço focado em resultados, com ferramentas específicas que ajudam os alunos a absorverem conhecimento bem como oferecem recursos para que os professores desenvolvam suas aulas da melhor maneira possível.

A sala de aula virtual pode ser comparada a uma sala de aula convencional, afinal, funciona como um espaço para interagir e trocar conhecimentos. Porém, a diferença é que no virtual, alunos e professores contam com ferramentas poderosas que não existem nos espaços físicos: fóruns de discussão, mapa mental, infográficos, videoaulas, e-books, chat em tempo real e relatórios automáticos de desempenho – recursos metodológicos pouco comuns ou até incomuns em outras instituições.

O Hotmart funciona como um serviço de streaming, elevando a experiência do usuário. O ICTQ não se limita à transmissão de uma videoaula via Zoom. Para nós, isso é da era das cavernas, que nunca sequer fizemos parte. Nossas aulas gravadas ou ao vivo são produzidas em high definition, com câmeras profissionais e estúdios dedicados para captação e edição. Além disso, oferecemos aos nossos alunos documentários produzidos exclusivamente para as aulas de pós-graduação. Sem mencionar os e-books disponibilizados gratuitamente, bem como os audiobooks de cada aula, para serem ouvidos quando e onde quiser. Exploramos todas as possibilidades tecnológicas de entrega de conteúdo e conhecimento para nossos discentes. Omnichannel é a palavra!

É inegável o quanto estamos capacitados para acompanhar, dia após dia, a revolução da internet. Vivenciamos isso e não por acaso fomos pioneiros, mais uma vez, com a criação do primeiro campus universitário no metaverso. Com essa iniciativa, e um corpo docente do mais alto escalão, o ICTQ se consolida como uma das maiores, mais inovadoras e mais respeitáveis instituições de ensino farmacêutico do País.

Metaverso

O primeiro campus universitário farmacêutico no metaverso veio à tona em um momento muito especial. Foi publicada no dia 20 de julho, no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução 727/22, do CFF, que regulamenta a prática da telefarmácia, um grande passo na ampliação da atuação profissional. Com ela, compete ao farmacêutico prover serviços farmacêuticos diretamente destinados ao paciente, à família e à comunidade, de forma coletiva ou individual, como rastreamento em saúde, educação em saúde, manejo de problema de saúde autolimitado, monitorização terapêutica de medicamentos, conciliação de medicamentos, revisão da farmacoterapia, gestão da condição de saúde e acompanhamento farmacoterapêutico, bem como outros que sejam regulamentados.

Segundo o InfoMoney, o metaverso, utopia futurista que busca unir os mundos real e virtual, saiu das páginas dos livros de ficção científica e foi parar nas mesas dos investidores e das grandes empresas. O potencial que cerca essa ideia é tão grande que fez até o Facebook trocar seu nome para “Meta”. Trata-se de uma espécie de nova camada da realidade que integra os mundos real e virtual. Na prática, é um ambiente virtual imersivo construído por meio de diversas tecnologias, como Realidade Virtual, Realidade Aumentada e hologramas.

A VR, sigla em inglês para Realidade Virtual, se refere a um ambiente tridimensional construído por meio de softwares. Para ter acesso a essa simulação da realidade, os usuários precisam de computadores, óculos de realidade virtual, fones de ouvido e outros equipamentos. Há consoles e games que usam essa tecnologia.

Diferente da VR, que leva o usuário para dentro do mundo virtual, a AR, sigla em inglês para Realidade Aumentada, faz o oposto, e insere dados virtuais no mundo real. Há vários games para smartphones que usam a tecnologia, como o Pokémon Go. Há também óculos de AR que mostram em suas lentes informações sobre o ambiente.

No metaverso, as pessoas poderão interagir umas com as outras, trabalhar, estudar e ter uma vida social por meio de seus avatares (bonecos virtuais customizados) 3D. Ou seja, o objetivo é que pessoas não sejam apenas observadores do virtual, mas façam parte dele. Entusiastas observam no metaverso a evolução da internet.

Imagine um ambiente virtual onde todos os alunos podem entrar como se fosse um Zoom, mas em vez e câmera de vídeo, ele entrará com um avatar, como pessoa nesta sala. É isso que vai acontecer com a nossa inserção no metaverso. Estamos construindo um campus virtual para 5 mil alunos, com laboratórios, salas de aula e consultórios para a realização de práticas, tudo nesse ambiente gamificado, que imita a realidade perfeitamente. Teremos imagens de realidade virtual e aumentada em abundância para que os alunos compreendam melhor o conteúdo.

Teremos aulas ao vivo, simulações do consultório farmacêutico e isso tudo seguirá um calendário. A previsão é que a partir de outubro iniciemos as primeiras aulas no metaverso. Vale ressaltar que isso não exclui as outras possibilidades de acompanhamento do nosso conteúdo. Será um upgrade, cuja escolha será do protagonista da nossa história: o farmacêutico!

O ambiente virtual em construção pelo ICTQ será utilizado para aulas práticas da Pós-Graduação em Farmácia Clínica e para as disciplinas da Pós-Graduação em Telefarmácia e Farmácia Clínica no Metaverso. O novo curso ensinará os farmacêuticos a utilizar a telefarmácia em todos os dispositivos e softwares possíveis.

WhatsApp Image 2022 08 04 at 11.14.23

Todos nós, aqui no ICTQ, estamos muito confiantes e bastante ansiosos em possibilitar aos nossos alunos mais uma experiência única. A inovação faz parte do nosso DNA e compreendemos que precisamos mergulhar fundo nas tendências tecnológicas, cujo principal objetivo, da nossa parte, é o crescimento da profissão farmacêutica e dos alunos. O metaverso já é uma realidade, e oferecê-lo aos nossos farmas significa inseri-los na era digital, no futuro que já começou.

Confira a estrutura curricular da Pós-Graduação em Telefarmácia e Farmácia Clínica no Metaverso do ICTQ

  • Arcabouço Regulatório de Farmácia Clínica, Telesaúde, Telefarmácia, Telemedicina e Tele enfermagem;
  • LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) aplicados na Farmácia Clínica;
  • Tecnologias da Informação e de Comunicação (TIC) para a Farmácia Clínica: Equipamentos, plataformas, softwares e aplicativos.
  • Tecnologias Imersivas - AR (Augmented Reality), VR (Virtual Reality) e MR (Mix Reality)
  • Registro e Validação de Sistemas
  • Token Economy - NFT’s, Blockchain & Criptoativos no Mercado Farmacêutico
  • Boas Práticas de Teleconsulta Farmacêutica
  • Teleinterconsulta: Gestão do Cuidado Multidisciplinar
  • Telemonitoramento / Televigilância: Sistemas e Gestão
  • Gestão e Boas Práticas de Teleconsultoria Farmacêutica
  • Metaverso: Fundamentos, Ecossistema e Aplicações na Farmácia Clínica
  • Arquitetura e Designer Interior do Consultório Farmacêutico no Metaverso
  • Anamenese Farmacêutica no Metaverso versus Zoom e Google Meet
  • Revisão Farmacoterapêutica no Metaverso versus Zoom e Google Meet
  • Boas Práticas de Prescrição Farmacêutica no Metaverso versus Zoom e Google Meet
  • Educação em. Saúde no Metaverso versus Zoom e Google Meet
  • Marketing Digital - Estratégias e Gestão de Mídias
  • Gestão de Tráfego no Google (SEO) e nas Redes Sociais (Estratégias para o tráfego orgânico e pago)
  • Marketing de Conteúdo e Copywriting
  • Gestão de CRM (Customer Relationship Management)

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Barão de Cotegipe nº 266, 6º andar, Caied Tower - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75025-010

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS