Polícia fecha indústria clandestina de medicamentos anabolizantes

Polícia fecha indústria clandestina de medicamentos anabolizantes

Em Piúma, no Espírito Santo, uma indústria que produzia medicamentos anabolizantes de forma clandestina foi interditada pelos policiais militares da 10ª Companhia Independente. A ação aconteceu na última terça-feira (27/07).

Segundo informações do G1, na ocasião, os oficiais cumpriram um mandato de busca e apreensão. Além de fecharem a fábrica, eles prenderam um homem que mantinha a produção irregular em pleno funcionamento na sua residência. O nome do preso não foi divulgado pela Polícia Militar (PM).

De acordo com a polícia, no espaço havia um grande aparato de material voltado à produção e manipulação dos medicamentos e centenas de substâncias anabolizantes.

A PM encontrou também cerca de 1.500 frascos vazios para comercialização dos produtos clandestinos, além de pacotes de caixas para envio, aparelho para lacrar caixas e milhares de rótulos e balanças. Todo o material encontrado foi apreendido e levado à delegacia civil de Piúma.

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

 publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/lancamento-inteligencia-visao-regulatoria-farma-ind?utm_campaign=IVR-JUL21&utm_medium=link-bio&utm_source=instagram&utm_campaign=IVR-JUL21&utm_medium=privado&utm_source=whatsapp)

Ainda de acordo com os relatos da PM, a venda dos anabolizantes clandestinos era feita pela internet e o homem preso no local usava diferentes nomes para realizar a postagem dos produtos nos Correios. Além disso, para não levantar suspeitas, ele realizava o envio em agências de três cidades diferentes.

O major Walter Francisco de Araújo Filho, comandante da 10ª Companhia Independente, acentuou à população a importância em não consumir produtos clandestinos e os riscos que eles trazem à saúde:

“A Polícia Militar alerta a população para que esteja atenta quanto ao consumo de qualquer produto cuja procedência seja desconhecida, visto os inúmeros problemas de saúde que podem ocasionar. Friso ainda que o próprio detido relatou não ter coragem de consumir os produtos que manipulava”, disse o major.

Ação conjunta da polícia

Os militares informaram que tomara ciência do crime após serem avisados pela Polícia Federal de que um suspeito estaria postando, via Correios, frascos de origem duvidosa.

Após a desconfiança, o Serviço de Inteligência da 10ª Companhia Independente realizou um levantamento no qual localizou a casa e passou a acompanhar algumas ações do suspeito.  

Com a constatação do crime, os policiais comunicaram a Polícia Civil de Piúma, que, por sua vez, solicitou ao Judiciário o mandado de busca e apreensão no local, que permitiu aos policiais interditarem a fábrica e prenderem o suspeito.

Medicamentos clandestinos e os riscos à saúde

Em vista dessa situação, cabe reforçar a atenção quanto aos medicamentos clandestinos, pois muitas pessoas podem não saber que estão consumindo esse tipo de produto.

Para evitar esses tipos de surpresas que podem trazer graves riscos à saúde, o farmacêutico e professor da pós de Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, Rafael Poloni, alerta que os pacientes devem estar atentos ao número de registro do medicamento na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para verificar se ele é regulado pela entidade.

“Os medicamentos falsificados oferecem sérios riscos à saúde de quem os consome, principalmente intoxicações e reações alérgicas. Por isso, todas as pessoas devem saber a procedência do medicamento e, em caso de dúvidas, consultar o site da Anvisa (clique aqui), no qual pode verificar a existência de registro, bulas, produtos irregulares, dentre outras informações”.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente.

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS