Ex-office boy quer ver a indústria farmacêutica que criou na bolsa

Ex-office boy quer ver a indústria farmacêutica que criou na bolsa

O empresário e ex-office boy Jairo Yamamoto, proprietário do laboratório Althaia, contratou a XP Investments e o Itaú BBA para ir ao mercado, com a intenção de fazer IPO (sigla em inglês para oferta pública de ações) da companhia nos próximos meses, revelou o Valor.

IPO marca a estreia de uma empresa na Bolsa de Valores e costuma despertar curiosidade e interesse do mercado. Com faturamento de cerca de R$ 300 milhões, a Althaia é especializada em genéricos e suplementos vitamínicos, com a marca Equaliv, e a oferta de ações seria um passo para expansão da empresa.

Ao sair da Medley, Yamamoto resolveu abrir seu próprio laboratório em 2010. O ‘pulo do gato’ do novo negócio foi o acordo que o empresário fechou com grandes redes do varejo farmacêutico para a produção de medicamentos de marcas próprias. A Althaia tem contratos com a Raia Drogasil, Panvel e Tapajós , no Norte do País, e outras redes regionais.

Fontes ouvidas pelo Valor afirmaram que Yamamoto, que começou a vida como office boy no Banco do Brasil, tem planos para expandir a companhia, que conta com fábricas em operação em São Paulo e em Atibaia (SP). A empresa também tem uma unidade não operacional em Itupeva (SP). As conversas para o IPO estão em estágio inicial, sendo que a expectativa é fazer uma oferta primária, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

Não são muitas as indústrias farmacêuticas brasileiras que estão na bolsa. A referência no setor é a Hypera, que se desfez de suas diversas áreas de negócios para se concentrar em medicamentos. Em abril, a Blau levantou R$ 1,2 bilhão em seu IPO. A companhia de Marcelo Hahn estava há dois anos tentando ir à bolsa e teve de aceitar desconto dos seus papéis para abrir o capital, conforme apurou o Valor.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

O que é necessário para seguir carreira na indústria

Para aproveitar as oportunidades que surgem na indústria farmacêutica é preciso estar preparado. Ser farmacêutico industrial exige do profissional conhecimentos aprofundados de gestão industrial e ferramentas da qualidade, normas nacionais e internacionais de Boas Práticas de Fabricação, técnicas de controle de qualidade, gestão de projetos e processos e, principalmente, da legislação sanitária do setor.

A farmacêutica industrial e professora da pós-graduação de Gestão da Qualidade e Auditoria em Processos Industriais do ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, Luciana Colli, destaca que, para quem quer seguir carreira no setor industrial, é preciso muita dedicação para estudar, desenvolver a própria capacidade de trabalhar em grupo e de gerir pessoas e processos.

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Luciana conta que começou a carreira em empresas do varejo farmacêutico fazendo Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE) e Autorização Especial de Empresa (AE), depois migrou para fabricantes, importadores e distribuidores de produtos para a saúde. Foi um longo caminho percorrido até atingir um cargo de gestão.

Segundo a professora, no início da carreira não existiam muitos cursos de pós-graduação na área, então ela teve de aprender fazendo, lendo e estudando sozinha. “Era um grande desafio devido à complexidade dessa área de atuação. Mas, atualmente tenho uma carreira madura, ministro aulas, trabalho na indústria e presto consultoria”.

Luciana afirma gostar dessa área desde quando cursava a faculdade. “Um dia, um pequeno empresário precisava do serviço e me convidou para fazê-lo. Na época, eu não tinha muita experiência, e ele, poucos recursos financeiros. Mas abracei a oportunidade e acreditei no meu desempenho profissional, e isso me ajudou muito. Foi a partir dessa primeira experiência que adquiri conhecimentos novos e que me valeram muito. E foi a partir daí também que percebi que a área demanda conhecimento nos diversos setores das empresas”.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS