17710

Decreto assinado por Bolsonaro prevê privatização do SUS

Decreto assinado por Bolsonaro prevê privatização do SUS

O Governo Federal publicou no Diário Oficial da União (D.O.U.) um decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que autoriza a equipe econômica a preparar um modelo de privatização para Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento foi publicado na terça-feira (27/10).

A iniciativa está gerando bastante polêmica já que o decreto coloca as UBS, 'porta de entrada' do SUS, na mira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da presidência da República, responsável por estabelecer concessões e privatizações do Governo.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

De modo geral, esse documento abre caminho para a privatização do SUS, pois, prevê estudos "de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de unidades básicas de saúde". Segundo o programa de concessões e privatizações do Governo, a ideia principal é "encontrar soluções para a quantidade significativa de unidades básicas de saúde inconclusas ou que não estão em operação no País".

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

O que é UBS?

Ao todo, em território nacional, há 44 mil UBS. Essas unidades de saúde são chamadas de ‘porta de entrada para o SUS’, pois, o objetivo central é prestar atendimento para até 80% dos problemas de saúde da população que utiliza a rede pública, evitando o direcionamento dos pacientes para serviços com custos mais altos para os cofres públicos, como emergências e hospitais, além de impedir a superlotação desses postos de atendimento.

"É o coração do SUS, é o diferencial na Estratégia Saúde da Família. Ela tem atendimento multiprofissional e acompanha a evolução dos pacientes por toda a atenção primária", relata a presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Gulnar Azevedo, em matéria publicada no UOL.

Entidades se manifestam

Depois da publicação do decreto, várias entidades já estão se manifestando e o assunto é um dos mais comentados nas redes sociais. O Conselho Nacional de Saúde (CNS), por exemplo, criticou a ação do Governo e, por meio de nota, chamou a medida de arbitrária, afirmando que ela tem como objetivo privatizar as unidades básicas de saúde em território nacional e, consequentemente, causar um enfraquecimento no SUS.

"Nós, do Conselho Nacional de Saúde, não aceitaremos a arbitrariedade do presidente da República, que no dia 26 editou um decreto publicado no dia 27, com a intenção de privatizar as unidades básicas de saúde em todo o Brasil. Nossa Câmara Técnica de Atenção Básica vai fazer uma avaliação mais aprofundada e tomar as medidas cabíveis em um momento em que precisamos fortalecer o SUS, que tem salvado vidas. Estamos nos posicionando perante toda a sociedade brasileira como sempre nos posicionamos contra qualquer tipo de privatização, de retirada de direitos e de fragilização do SUS. Continuaremos defendendo a vida, defendendo o SUS, defendendo a democracia", destacou a nota assinada pelo presidente do CNS, Fernando Pigatto, segundo o portal IG Economia.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Política Farmacêutica, SUS.

Telefones

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Fale conosco

Sou aluno:

(62) 99433-0397

Quero me matricular:

CLIQUE AQUI

E-mail

faleconosco@ictq.com.br

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Engenheiro Portela nº588 - Andar 5/6 - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75.023-085

ictq enfermagem e mec
 

Consulte aqui o cadastro da instituição no Sistema e-MEC

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS