Vídeo: Bolsonaro teme ser envenenado por farmácias de manipulação

Vídeo: Bolsonaro teme ser envenenado por farmácias de manipulação

Na sexta-feira (22/05), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, liberou, de forma integral, o vídeo da reunião entre o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), com todos os ministros do seu Governo. Contudo, uma das falas do líder brasileiro tem gerado polêmica no setor farmacêutico, já que ele afirma em uma parte das imagens que tem medo de ser envenenado por uma farmácia de manipulação.  

A revelação foi feita no momento em que Bolsonaro cita os pedidos para que ele divulgasse os exames do teste para o novo coronavírus (Covid-19) que realizou. Ao lembrar que usou um nome fantasia para o exame, o presidente disse: “De uns oito ano pra cá, quando eu pedia em farmácia de manipulação um remédio qualquer, eu falava com o médico: ‘bota um nome de fantasia’, porque se for o meu nome pra lá, como era, sempre fui um cara manjado, não é, tem três quatro que vão manipular lá o medicamento, podem me envenenar, pô!”.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

A fala do presidente gerou repercussão nas redes sociais. Em entrevista exclusiva à equipe de jornalismo do Portal do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, o diretor executivo da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), Marco Fiaschetti, esclarece que a manipulação de medicamentos é uma prática extremamente segura e que existe uma série de protocolos para sua realização: “As farmácias de manipulação brasileiras são uma referência no mundo não apenas pela amplitude do que manipulam aqui no País, mas pela grandeza de suas especialidades médicas e de outros prescritores habilitados, que lançam mão da terapia individualizada. Além disso, são referência no âmbito do que se refere à segurança do processo magistral”, explica.

Ele continua: “A farmácia de manipulação brasileira está amparada, fortemente, em tecnologia, em processos, supervisão direta do profissional farmacêutico, em instalações planejadas e adequadas para a finalidade, além de mão de obra qualificada. Tudo isso é respaldado pela legislação sanitária, que determina uma série de exigências e esse conjunto de atividades e procedimentos e normativas garantem a eficácia do produto manipulado”, destaca.

Já o empresário, Evandro Tokarski, dono da rede de farmácias Artesanal, afirma que até entende a preocupação do presidente, mas reforça o profissionalismo que existe no setor: “Nós, como farmacêuticos magistrais, temos o zelo para fazer nosso trabalho da melhor forma, independente do nome da pessoa que está no rótulo, esse é o nosso cuidado”, pontua.

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

Tokarski explica que existem critérios para a atuação dos farmacêuticos magistrais: “Esse profissional é extremamente habilitado, seja o farmacêutico ou a parte técnica envolvida. Os critérios são enormes e são controlados, para saber se o indivíduo que está à frente da função tem condições técnicas de exercer o seu trabalho”.

Ele complementa: “Eu até entendo que, talvez, como o presidente é um homem público, ele tenha tido a intenção de preservar seu nome, não acho que ele tenha alguma desconfiança. No entanto, é importante ficar claro é que a farmácia tem todo o zelo e cuidado, independente de com quem quer que seja”, orienta.

Tokarski continua: “Atualmente, a farmácia tem muitas etapas de controles que são feitos por meio de sistemas de leitor óptico, de monitoramento, de computadores, que garantem 100% de qualidade ao processo. Além de critérios de treinamentos, toda essa implementação é feita nas farmácias de manipulação”.

Recado à população

Fiaschetti ressalta que a afirmação do presidente sobre ser usuário de produtos manipulados reitera a importância da terapia individualizada. Já em relação à declaração de Bolsonaro, o diretor executivo da Anfarmag dá um recado à população:

“A população pode ficar tranquila porque a atividade magistral está bem embasada e é uma referência. Existem de 8 a 9 mil farmácias em território nacional, que se dedicam à individualização de tratamentos. Esses estabelecimentos de saúde estão devidamente habilitadas e preparados para providenciar produtos seguros e eficazes à sociedade”, finaliza.

Assista o vídeo com a declaração do Presidente:

 

Participe também: Grupo para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Medicamentos, Política Farmacêutica, coronavírus

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS