Pfizer deverá investir R$ 2,5 trilhões em empresas de biotecnologia

Pfizer deverá investir R$ 2,5 trilhões em empresas de biotecnologia

A indústria farmacêutica Pfizer informou que planeja realizar um investimento de até US$ 500 milhões (mais de R$ 2,5 trilhões) em empresas de biotecnologia. A iniciativa da companhia visa apoiar programas de desenvolvimento clínico dos tratamentos inovadores mais promissores do setor.

De acordo com informação divulgada, no início de junho, por meio do diretor de negócios da gigante farmacêutica, John Young, a atual situação, ocasionada pela pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19), favorece essa iniciativa: “Nunca houve um momento tão importante para buscar novas colaborações em nosso setor”, destacou ele,  segundo informação divulgada pela agência Dow Jones Newswires.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Vale ressaltar que, no segmento de medicamentos produzidos por meio da biotecnologia, a Pfizer é a segunda maior empresa farmacêutica do setor, possuindo um valor estimado de mercado de US$ 207 bilhões (mais de R$ 1 trilhão), segundo a revista Forbes.

Em decorrência do seu protagonismo e conhecimento de mercado, o novo programa da Pfizer tem como objetivo capitalizar pequenas empresas sem assumir seus controles na busca de inovações em biotecnologia.

Procura por vacina

É importante lembrar que a empresa está prestes a dar um grande passo na sua história. Em recente entrevista ao site Poder 360, a diretora médica do laboratório, Márjori Dulcine, disse que a empresa estima fabricar milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus, já a partir de outubro de 2020. Se os planos derem certo, possivelmente, a Pfizer será a primeira indústria a desenvolver uma substância imunizante contra o vírus.

publicidade inserida(https://www.ephar.com.br/)

“Se tudo correr bem nas pesquisas que já estão em andamento, esperamos que em outubro ou novembro deste ano nós sejamos capazes de disponibilizar algumas milhões de doses para o mundo. (...) Nós estamos falando de uma vacina poder ser produzida e estar disponível em meses, em menos de 1 ano. A Pfizer, junto com a BioNTech, começou essa pesquisa no final de fevereiro. Em março, houve a 1ª aplicação da dose em 12 participantes na Alemanha. Agora, no início de maio, começou a aplicação nos Estados Unidos”, disse ela.

Contudo, Márjori ressaltou que para uma produção em longa escala, ou seja, que possa atender diversos países em todo o mundo, serão necessários mais alguns meses. Possivelmente, essa iniciativa só será implementada a partir de 2021. No entanto, a diretora afirmou que, de qualquer maneira, caso tudo saia como planejado, esse será um tempo recorde e uma vitória, já que, normalmente, estudos e trabalhos para se criar e disponibilizar uma substância imunizante podem demorar até 15 anos.   

Participe também: Grupo para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Barão de Cotegipe nº 266, 6º andar, Caied Tower - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75025-010

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS