17710

Denúncia: hospital mantém dois mil medicamentos expostos aos ratos

Denúncia: hospital mantém dois mil medicamentos expostos aos ratos

Medicamentos e soluções fisiológicas da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), localizada em Manaus (AM), estariam sendo armazenados, há pelo menos quatro dias, em um galpão, sem higiene, onde até mesmo ratos circulariam pelo local. A denúncia anônima foi realizada por um enfermeiro que trabalha na unidade de saúde e divulgada por meio do site Radar Amazônico.

Ainda de acordo com a informação, os medicamentos correm o risco de serem descartados, pois, podem estragar devido às condições inadequadas de armazenamento. Segundo o enfermeiro, há mais de duas mil caixas de produtos que estão guardados no galpão. As imagens divulgadas pelo site mostram que o local parece um espaço baldio, completamente insalubre. 

Leia também: Polícia encontra medicamentos válidos enterrados em terreno baldio

Segundo o funcionário do hospital, a situação está irregular desde que um contêiner refrigerado foi retirado do hospital: "Antes ficava tudo no contêiner, lá no estacionamento. Mas eu acho que ele foi retirado pela empresa, agora, os medicamentos estão em um galpão, sem higiene alguma, lá nos fundos do hospital", garantiu o enfermeiro.

Preocupado com a situação, o enfermeiro ainda fez um alerta: "Se passar mais tempo, tudo poderá estragar e aí terá que ser jogado fora. Todo medicamento tem que estar alocado conforme as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, o risco de contaminação é altíssimo", destaca.

O site Radar Amazônico divulgou imagens que, supostamente, foram enviadas ao veículo pelo enfermeiro. Nas fotos é possível ver inúmeras caixas, uma em cima da outra, onde estariam os medicamentos, expostas às temperaturas inadequadas e inconstantes, fora dos padrões sanitários adequados de armazenamento.

O enfermeiro ainda garante que o departamento de serviço de farmácia do hospital encaminhou um documento à direção da unidade de saúde informando que os medicamentos estavam armazenados de maneira incorreta e expostos aos riscos de contaminação, no mesmo dia em que os produtos foram colocados no local. No entanto, a notificação teria sido negligenciada por vários dias.

Posicionamento do hospital

Em nota enviada à imprensa, o FHAJ, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, nega as denúncias divulgadas pelo enfermeiro: "Não é verídica a informação sobre o armazenamento inadequado de medicamentos e soluções fisiológicas. Os fármacos e soros estão, devidamente, conservados em local apropriado", garante em comunicado.

O hospital ainda afirmou que providenciou a locação de um contêiner, temporariamente, enquanto preparava a sala para o armazenamento definitivo dos medicamentos, procedimento que também já teria sido realizado pela unidade de saúde.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutico, Medicamentos, ANVISA

Telefones

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Fale conosco

Sou aluno:

(62) 99433-0397

Quero me matricular:

CLIQUE AQUI

E-mail

faleconosco@ictq.com.br

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Engenheiro Portela nº588 - Andar 5/6 - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75.023-085

ictq enfermagem e mec
 

Consulte aqui o cadastro da instituição no Sistema e-MEC

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS