Igreja é investigada por prometer imunização do coronavírus com óleo

Igreja é investigada por prometer imunização do coronavírus com óleo

Na última segunda-feira (02/03) foi aberto um inquérito policial para investigar o culto da igreja Catedral Global do Espírito Santo, localizada em Porto Alegre (RS). Segundo o jornal Estadão, durante os cultos era prometida, aos fiéis, a imunização contra o coronavírus (Covid-19) por meio de um 'óleo ungido'. Após diversas denúncias, a 4ª Delegacia de Polícia da capital gaúcha vai investigar um possível caso de charlatanismo. 

O jornal mostrou um cartaz que teria sido usado pela igreja para divulgar o culto. Em letras grandes, a imagem diz: "O poder de Deus contra o coronavírus. Venha [ao culto] porque haverá unção com óleo consagrado no jejum para imunizar contra qualquer epidemia, vírus ou doença".

Leia também: Quase 7 em cada 10 brasileiros acreditam em informações falsas sobre vacinas

Ainda de acordo com a informação, a polícia recebeu várias denúncias de que no último domingo (01/03), a igreja iria promover um culto com a promessa de curar várias doenças. Nas redes sociais, o cartaz falando sobre o Covid-19 foi compartilhado por muitos internautas. Para investigar a situação, policiais foram até o templo, mas não presenciaram nada de anormal durante a celebração.

Segundo a delegada responsável pela investigação, Laura Rodrigues Lopes, no local, alguns fiéis foram ouvidos, mas não comentaram sobre o caso envolvendo a igreja. “Nós tentamos nos aproximar de uma forma sigilosa, mas, quando iniciamos os questionamentos, percebemos que algumas pessoas conheciam quem estava na operação; acabamos, então, ficando no local acompanhando o culto e não constatamos nenhuma irregularidade”.

No entanto, o inquérito terá um prazo de 30 dias para ser encerrado, pois, novas testemunhas deverão ser convocadas para prestar depoimento no decorrer das investigações.

Por meio das redes sociais, o pastor, Silvio Ribeiro, usou um versículo da Bíblia para falar sobre a possível promessa de cura: “Tiago 5:14. Está  alguém, entre vocês, doente? Que chame os presbíteros da igreja, para que façam oração e ponham azeite na cabeça dessa pessoa em nome do Senhor. Essa oração, feita com fé, salvará a pessoa doente. O Senhor lhe dará saúde e perdoará os pecados que tiver cometido”.

Ministério Público envolvido

O Ministério Público do Rio Grande do Sul teria recebido dez denúncias sobre as possíveis promessas envolvendo a igreja Catedral Global do Espírito Santo. Por meio de um vídeo publicado no Facebook, a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos Humanos, Angela Salton Rotunno, comentou sobre a investigação: “Na área criminal, a conduta pode ser enquadrada como charlatanismo, como curandeirismo e, se houve algum tipo de pagamento, pode ser considerado estelionato”.

Além disso, Angela explicou que foram solicitadas informações para a federação que responde pela igreja. Segundo a coordenadora, qualquer pessoa que possa ter sofrido danos físicos ou morais, mediante a comprovação dos fatos, poderá ser ressarcida. 

“Diante da doença e da possibilidade de morte, é comum o ser humano se sentir desesperado e desamparado. Essa fragilidade emocional afasta a racionalidade e traz, como consequência, a facilidade em acreditar em qualquer promessa de proteção ou cura. É o que está acontecendo no momento. Pessoas inescrupulosas tentam obter vantagem desse desalento”, afirmou ela.

A equipe de jornalismo do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico tentou contato com a igreja, mas foi informada de que o pastor só irá se pronunciar em uma coletiva de imprensa, marcada, apenas com alguns veículos, para o final da tarde desta terça-feira (03/03).

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS