Prescrição farmacêutica no tratamento da acne

Prescrição farmacêutica no tratamento da acne

Em 2020, as vendas de produtos para o cuidado da pele com acne e oleosidade cresceram 17% nas farmácias brasileiras (Brazil Beauty News). Além disso, o País é o quinto colocado no ranking global que mais consome produtos para acne (Euromonitor).

Esses indicadores evidenciam uma alta demanda de pacientes que buscam tratamento para conter essa inflamação. O farmacêutico tem importante papel nesse mercado, afinal, sua atuação na farmácia vai desde a orientação e recomendação e até mesmo na prescrição de medicamentos para tratamentos da acne.

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

No entanto, para prestar a melhor assistência, o profissional deve estar munido de importantes atributos, como conhecer bem sobre os tipos de pele, a acne em si, os produtos e medicamentos indicados para prevenção, controle e tratamento, entre outros. Esse conhecimento é essencial, pois não seguir a farmacoterapia prescrita ou equivocar-se na recomendação do tratamento pode agravar o quadro do paciente.

Antes de falar sobre a assistência farmacêutica nesse tema, é importante aprofundá-lo, pois, pode parecer um assunto muito popular, entretanto, é essencial ter o conhecimento técnico sobre ele, para, assim, propor soluções assertivas e fundamentadas ao paciente.

O que é a acne

A acne é uma patologia da pele, característica por cravos e espinhas que surgem mediante inflamações das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos. É uma doença de predisposição genética, cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. Normalmente, ela é mais incidente no rosto e no tronco superior.

Entre os fatores que contribuem para o surgimento da inflamação há o desequilíbrio hormonal, a má alimentação, exposição a raios ultravioleta, e até o uso de máscaras faciais.

Doença de adolescente?

Por envolver os hormônios, naturalmente, a acne foi rotulada como uma doença que ocorre na adolescência. Entretanto, dados de uma pesquisa da La Roche Posay revelaram que a acne em adultos já se tornou uma ‘epidemia’, com isso, cai-se o rótulo e entra uma crescente parcela de pessoas em busca de tratamento eficaz para controlar e combater a inflamação da pele.

Acne adolescente x acne adulto

O estudo desse laboratório explica a diferença entre a acne nesses diferentes perfis. De acordo com a marca, a acne em adolescentes é a do tipo inflamatória, que se caracteriza pelo inchaço e vermelhidão. Ela costuma surgir como pápulas (espinhas sem pus), pústulas (espinhas com pus) ou cistos.

Já a adulta, é conhecida como acne retencional, e é o tipo mais frequente nas mulheres adultas.

A retencional se forma quando os poros ficam obstruídos com óleo e células mortas da pele. Nesse caso, se observa o surgimento de cravos brancos, que podem virar espinhas. Conforme o poro obstruído aumenta, o óleo é exposto ao ar e fica preto. Assim surgem os chamados cravos.

Além disso, a acne em adultos tem fatores particulares que podem favorecer o seu surgimento, como o uso de maquiagem, hidratantes, protetor solar, entre outros.

publicidade inserida(https://ictq.com.br/pos-graduacao/pos-graduacao-em-farmacia-clinica-e-prescricao-farmaceutica-2-46a)

Como é a atuação do farmacêutico em pacientes com acne?

O farmacêutico é responsável por acompanhar a terapia dos pacientes, identificando problemas relacionados ao medicamento (PRM), assim como as reações adversas ou contraindicações. Assim, o profissional atua orientando sobre o uso e cuidados na administração do medicamento no tratamento da acne.

No atendimento desses pacientes é importante que o farmacêutico fique atento às individualidades, para, assim, orientar o melhor tipo de produto para combater à inflamação.

Por exemplo, ao observar que está lidando com um paciente adulto, o correto é indicar o uso de produtos que informem no rótulo: não comedogênico, não acnegênico, sem óleo e sem obstrução de poros.

O professor da pós-graduação de Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica do ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, Rafael Poloni, explana como o profissional pode prestar a melhor assistência:

“O farmacêutico pode orientar o paciente com acne desde os cuidados com a pele, alimentação, orientação da utilização de medicamentos e efeitos adversos, até a prescrição de formulações dermatológicas”. 

Orientação farmacêutica para pacientes com acne

Poloni, que também é farmacêutico, recorda a importância dos profissionais conhecerem bem sobre os produtos disponíveis para o tratamento de acne, entender suas particularidades e, assim, dar a melhor assistência ao paciente.

Ele cita que um dos tratamentos é a isotretinoína, que é voltada aos casos graves de acne, e detalha porque o farmacêutico deve conhecer profundamente sobre o medicamento.

“A orientação do paciente em uso de isotretinoína é essencial no que tange à garantia de uso correto, na dose correta, quanto aos efeitos adversos e acompanhamento dos parâmetros laboratoriais, inclusive as enzimas hepáticas”.

O professor complementa que o farmacêutico deve orientar o paciente sobre o poder teratogênico desse medicamento, pois ele é contraindicado a pacientes gestantes ou que desejam engravidar brevemente.

Prescrição e tratamentos para acne

Além da recomendação, o professor lembra que o farmacêutico pode, ainda, fazer a prescrição para pacientes tratarem a acne. Nesse caso, ele destaca que, após a avaliação, o profissional pode prescrever preparações dermatológicas, como ácido zelaico e ácido salicílico.

No entanto, ele lembra que a avaliação completa do quadro do paciente compete ao médico, que deve ser consultado.

“É importante frisar que o médico deve ser consultado para uma avaliação completa da pele e prescrição do tratamento”, reforçou Poloni.

O tratamento para acne pode ainda ser feito por meio de cremes, géis, além de sabonetes e antibióticos orais. No Youtube, a farmacêutica, Daiana Silva, cita alguns medicamentos que podem ser indicados ao paciente que busca uma solução para combater a inflamação.

Ela destaca que o farmacêutico pode indicar medicamentos livres, como o peróxido de benzoíla, o enxofre e também os dermocosméticos. “Desses produtos pode-se usar e abusar, inclusive para fazer vendas adicionais”, recomenda Daiane.

Além disso, ela destaca que há o adapaleno e o tretinoina, que são sem prescrição médica, logo, não precisam de retenção da receita, mas eles são tarjados.

Concluindo, ela destaca a clindamicina. No entanto, a farmacêutica explica que é um antibiótico, então precisa de retenção da receita.

Saiba mais sobre atuação do farmacêutico no tratamento de acne

A atuação do farmacêutico no atendimento a pacientes com acne é um dos temas estudados pelos alunos da pós-graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica do ICTQ.

Na disciplina Atenção Farmacêutica em Doenças Dermatológicas, o professor Alipio Carmo aprofunda sobre os estudos da pele, tipos de pele, principais doenças dermatológicas e os tratamentos que são utilizados para combatê-las.

Entre elas, ele traz um estudo amplo sobre a acne, explicando o que é, como surge, os fatores que favorecem, como pode ser evitada, tratada e quais produtos são utilizados no tratamento.

Ele recorda que há casos de pessoas que necessitam de tratamento por toda a vida, e a atuação do farmacêutico é essencial para orientar esse e qualquer outro paciente que tenha acne.

“O tratamento tem que ficar muito bem caracterizado, muito bem acompanhado e nós, farmacêuticos, temos uma responsabilidade sobre isso de orientar nosso paciente sobre o uso do produto que foi indicado pelo médico, pois, muitas vezes, o paciente não sabe o que é e como usar. Então nós precisamos melhorar esse processo”.

Confira, abaixo, um dos vídeos que faz parte do curso oferecido pelo ICTQ, que trata sobre como é a atuação do farmacêutico no tratamento de acne.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente..

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmácia, Dermocosméticos, cosméticos

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS