Vacina contra o coronavírus está em fase de testes finais

Vacina contra o coronavírus está em fase de testes finais

Uma nova vacina, que poderá ser usada no combate ao novo coronavírus chegou aos estágios de testes finais. A substância está sendo desenvolvida por um grupo de cientistas do Instituto de Pesquisas da Galileia (MIGAL, em sigla original), em Israel. Segundo o chefe da equipe, Chen Katz, as aplicações que deverão verificar a eficácia em humanos começam em 1º de junho de 2020.

“Nós já estamos nos estágios finais e em poucos dias teremos as proteínas - os componentes ativos da vacina”, destacou o líder dos pesquisadores, em matéria publicada no portal do Estadão. De acordo com os estudiosos, incialmente, a equipe estava desenvolvendo uma vacina para o vírus da Bronquite Infecciosa das Galinhas (BIG), doença comum nessas espécies de aves.

A substância estava sendo pesquisada há quatro anos, entretanto, os cientistas estão fazendo uma adaptação dessa vacina para que ela também seja utilizada no combate à Covid-19. “Nosso conceito básico foi desenvolver uma tecnologia geral e não uma vacina específica para esse ou aquele tipo de vírus”, destacou Katz.

Leia também: Coronavírus: 41 vacinas sendo pesquisadas contra a doença

Segundo ele, após alguns ajustes genéticos a vacina poderá ser aplicada em humanos. “A estrutura científica da vacina é baseada em um novo vetor de expressão proteica, que forma e secreta uma proteína solúvel quimérica, a qual entrega o antígeno viral nos tecidos da mucosa por endocitose autoativada, fazendo com que o corpo forme anticorpos contra o vírus”.

Já o presidente do MIGAL, David Zigdon, explicou que a pesquisa multidisciplinar constatou que o vírus encontrado nas galinhas possui uma grande semelhança com a forma do novo coronavírus, que afeta humanos. De acordo com ele, ambos compartilham os mesmos métodos de infecção.

“Nosso objetivo é produzir a vacina entre as próximas oito ou dez semanas, para alcançarmos a aprovação de segurança em 90 dias. Essa vacina será oral, tornando-a particularmente acessível ao público geral”, disse.

Aprovação

O governo de Israel tem facilitado ao máximo para que a vacina seja desenvolvida. A pesquisa foi financiada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia daquele país. Em 27 de fevereiro, o ministro da pasta, Ofir Akunes, também adiantou todas as aprovações necessárias para que os cientistas consigam concluir os estudos, chegando a um processo de finalização e, posteriormente, comercialização, conforme revelou o Estadão.

publicidade inserida(https://sibrafar.com.br/)

Outras pesquisas

De acordo com a divisão de pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, já existem 41 iniciativas de vacinas sendo estudadas para serem utilizadas no combate ao novo coronavírus.

Em todo o mundo, cientistas e representantes da indústria farmacêutica correm contra o tempo para encontrar uma substância eficaz, capaz de conter a pandemia.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Barão de Cotegipe nº 266, 6º andar, Caied Tower - Centro - Anápolis/GO CEP

CEP: 75025-010

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS