Medicamentos mais buscados durante a pandemia

Medicamentos mais buscados durante a pandemia

Estudo feito pelo portal Consulta Remédios revelou que medicamentos cotados para tratar a Covid-19, com destaque para ivermectina, e drogas para saúde mental e vida sexual foram os mais buscados até agora durante a pandemia do novo coronavírus.

Mensalmente, o site recebe 25 milhões de visitas, mas no mês de julho esse número chegou próximo de 30 milhões. De acordo com o levantamento, medicamentos que de alguma forma estiveram relacionados com a Covid-19, como ivermectina, cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e dexametasona, cotados por alguns médicos e autoridades para tratar a doença mesmo sem nenhuma comprovação científica de sua ação, juntamente com fármacos para saúde mental e vida sexual foram os mais pesquisados nos últimos meses.

Ivermectina, substância destinada ao tratamento de infecção causada por parasitas intestinais, foi o campeão de acessos, mesmo sem nenhuma comprovação científica da eficácia do medicamento na prevenção da Covid-19. Segundo a farmacêutica responsável pela plataforma, Francielle Mathias, a explicação para tantas consultas está na disseminação de notícias sobre a droga, além do fácil acesso e o baixo custo nas farmácias.

“Na avaliação geral, foi possível perceber que o comportamento de busca dos usuários da plataforma foi, em parte, baseado em informações divulgadas pela mídia. Essas informações foram veiculadas em diversos meios de comunicação, o que alavancou as pesquisas por tais medicamentos”, salientou Francielle.

Ainda de acordo com o levantamento do Consulta Remédios, durante o período pesquisado, ocorreram 7,2 milhões de buscas para ivermectina. Somente no mês de julho foram 2,6 milhões de acessos. Mas em setembro a consulta por esse medicamento já caiu para 1 milhão.

publicidade inserida(Maxmilhas: https://www.maxmilhas.com.br)

“O auge da Covid-19 ocorreu em momentos distintos nas cidades do Brasil. Então, consideramos nesse estudo os termos mais buscados após os três primeiros meses de isolamento, em que a curva de contágio começou a diminuir em alguns lugares, o que explica essa oscilação na busca pela ivermectina”, explicou Francielle.

Ao longo dos meses, também foi observado que houve aumento nas buscas por princípios ativos relacionados a patologias de saúde mental desencadeadas pela pandemia como aumento da ansiedade devido ao isolamento, alterações na rotina e problemas financeiros. Assim, calmantes, antidepressivos e ansiolíticos também estiveram entre os mais procurados no Consulta Remédios.

Donaren, utilizado no tratamento de quadros de depressão e dores crônicas, foi o mais procurado, com mais de 420 mil acessos. Apenas no mês de agosto, quando a quarentena marcou seis meses no Brasil, foram computadas quase 100 mil visitas buscando esse princípio ativo, diz o relatório do portal.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Outro medicamento muito procurado, segundo a pesquisa, foi a fluoxetina. Indicado para tratamento da depressão, bulimia nervosa, transtorno obsessivo compulsivo e tensão pré-menstrual, o medicamento teve quase 800 mil acessos. Em agosto foram 153 mil. Já o princípio ativo zolpidem, utilizado para pacientes com insônia, e a sertralina, também receitado para o tratamento da depressão, tiveram, juntos, mais de 1,2 milhões de buscas.

A pesquisa do Consulta Remédios indicou que a vida sexual do brasileiro também sofreu alterações durante a pandemia. Medicamentos indicados para disfunção erétil e contraceptivos tiveram aumento entre os meses de abril e setembro, período da pesquisa.

Já o termo ‘emagrecimento’ ficou em quinto lugar nas consultas feitas pelos usuários do portal, indicando que os problemas relacionados ao aumento de peso também preocuparam os brasileiros nesse período.

“Devido ao impacto causado pela pandemia, tanto em nível mundial quanto nacional, mudanças significativas ocorreram na rotina das pessoas. Os números revelados pelo Consulta Remédios são relevantes para compreensão do comportamento dos brasileiros porque refletem os desafios enfrentados pelas pessoas durante a pandemia”, frisou Francielle Mathias.    

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente.

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Varejo Farmacêutico, Comércio Varejista, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS