Covid-19: primeiro medicamento do mundo para venda em farmácias é aprovado

Covid-19: primeiro medicamento do mundo para venda em farmácias é aprovado

O Coronavir, da R-Pharm, é o primeiro medicamento do mundo aprovado para venda em farmácias no tratamento de pacientes não hospitalizados com infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), em casos de sintomas leves ou moderados.

A liberação aconteceu na sexta-feira (18/09). Após a medida, a R-Pharm anunciou que o produto estaria disponível nas farmácias da Rússia na semana seguinte. Em julho de 2020, o medicamento já havia sido autorizado para uso em tratamento hospitalar. 

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

De acordo com a indústria farmacêutica, antes da primeira aprovação, o Coronavir se mostrou altamente eficaz na inibição da replicação do novo coronavírus em ensaios clínicos envolvendo casos leves ou médios da doença.

“O Coronavir é um dos primeiros medicamentos da Rússia e do mundo que não [apenas] enfrenta as complicações causadas pelo coronavírus, mas combate o próprio vírus”, afirmou a R-Pharm, na ocasião, em comunicado publicado na Agência Reuters.

Recentemente, o diretor médico da R-Pharm, Mikhail Samsonov, explicou à Reuters que “a prática clínica global e o estudo clínico que realizamos confirmaram que o Coronavir interrompe muito mais rapidamente a infecção como resultado de uma obstrução efetiva da replicação do vírus”.

publicidade inserida(https://sibrafar.com.br/)

Outros medicamentos

Vale ressaltar que, inicialmente, o governo russo já havia autorizado o uso de outro medicamento para tratar pacientes com Covid-19, o Avifavir. No entanto, o Coronavir é o primeiro fármaco exclusivo para a doença liberado para venda em farmácias.

O Avifavir, conhecido pelo nome genérico de favipiravir, foi desenvolvido, inicialmente, nos anos 1990 por uma indústria farmacêutica japonesa que, posteriormente, acabou sendo adquirida pela Fujifilm, logo após a companhia migrar para o setor de saúde e ampliar os seus negócios.

Na ocasião da liberação, o Ministério da Saúde russo aprovou o uso do Avifavir em um processo acelerado enquanto os ensaios clínicos, realizados por um período mais curto e com menos pessoas do que em muitos outros países, ainda estavam em andamento.

Um detalhe importante é que tanto o Avifavir como o Coronavir baseiam-se no ingrediente ativo favipiravir, que no Japão é bastante utilizado como base para tratamentos virais.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmácia, Medicamentos, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS