Alerta: coronavírus pode estar na água das praias

Alerta: coronavírus pode estar na água das praias

Pesquisadores da Universidade de Minnesota fizeram uma descoberta que acende um alerta, pois, o grupo de cientistas encontrou o novo coronavírus em amostras da água em quatro praias nos Estados Unidos.

Segundo os cientistas, vestígios do novo vírus foram coletados em uma análise realizada nas amostras das praias do Lago Superior, que é o maior dos cinco grandes lagos localizados entre os Estados Unidos e o Canadá.

De acordo com o pesquisador e professor assistente do Departamento de Ciências Biomédicas da Universidade, Richard Melvin, a coleta das amostras foi feita em oito praias daquela região, sempre a cada fim de semana, desde o dia 4 de julho de 2020. Os vestígios foram constatados em quatro delas nos dias 11 e 18 de setembro. No entanto, o cientista ressalta que não há motivos para pânico.

"O objetivo principal não é assustar as pessoas, mas sim responder questões da comunidade. É misterioso e interessante ao mesmo tempo", destacou Melvin. Ele continuou: "Entender onde procurar o vírus é realmente fundamental para lidar com esses tipos de infecções no futuro", disse ele, em entrevista para a KARE 11, afiliada da emissora NBC.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

O cientista também explica que essa análise é inédita: “Até o momento, esta é a única pesquisa que verificou o vírus que causa a Covid-19 em praias nos EUA”, destaca.

Melvin reforça que, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, não há evidências de riscos potenciais para os banhistas que frequentam aquela região. No entanto, o cientista enfatiza que ter encontrado o novo coronavírus naquelas águas é um sinal de que ainda há muitas questões para serem analisadas em relação à infecção.

"Agora, sabendo que podemos encontrá-lo na água do lago, pode ser mais um indicador da prevalência do vírus na população que vive naquele local", afirma.

Possibilidades

Por hora, o motivo para haver vestígios do novo coronavírus nas águas das praias do lago ainda é desconhecido. Contudo, os cientistas levantam a hipótese, ainda não comprovada, de que banhistas possam ter levado o vírus para aquela região. Outra possibilidade é de que a contaminação tenha acontecido por meio de água de esgoto.

Após os resultados, Melvin destaca que o grupo de cientistas continuará com os estudos naquele lago. Nesse sentido, os pesquisadores contarão com o apoio do Departamento de Saúde de Minnesota.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutico, Farmácia Clínica, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS